Mauro trabalha para que Ferrogrão e Fico se tornem realidade ainda em sua gestão


A assinatura do contrato de concessão para execução da ferrovia estadual em Mato Grosso, que ocorreu nesta segunda-feira (20) não diminui o interesse do Governo em outros modais ferroviários esperados: a Ferrogrão e a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico).

O secretário da casa civil Mauro Carvalho disse em entrevista a Jovem Pan que mesmo trazendo a Ferronorte até Cuiabá, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum, o governo vai trabalhar pela Ferrogrão que vai ligar ao Arco Norte do Brasil, e a Fico, que é uma ferrovia leste-oeste.

“A prioridade continua sendo as três ferrovias. Em nenhum momento, o governador Mauro Mendes colocou em sua fala, nos seus projetos, apenas um interesse”, acrescentou.

DIA MARCANTE

Hoje o governo assinou um contrato que permite à Rumo Logística S/A fazer o prolongamento da malha da Ferronorte no Estado. O investimento previsto é de R$ 11,2 bilhões para execução da obra, que terá 730 km de extensão.

 

Na semana passada, o ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas lançou a concessão da Fico, que promete ligar o Município de Água Boa aos trilhos da Ferrovia Norte-Sul, na altura de Mara Rosa (GO), num total de 383 km. O valor da obra é estimado em R$ 2,7 bilhões.

 

“Estamos trabalhando incansavelmente. Temos três filhos, mas, infelizmente, não deu para os três nascerem ao mesmo tempo. Nós queremos os três filhos, mas cada um vai nascer no seu tempo, na sua hora”, brincou o secretário.

foto reprodução secom mt