Livro Siriri em Várzea Grande retrata manifestação cultural

As mais importantes manifestações culturais e folclóricas de Várzea Grande estão retratadas no livro “Siriri em Várzea Grande”, de autoria da historiadora, professora e mestre em educação Celi Minas Novas. O lançamento do livro, realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel), por meio da Superintendência de Cultura, ocorreu nesta terça-feira (25.05), na Biblioteca Municipal Professora Laurinda Coelho, no bairro Cristo Rei.

A historiadora explica que o livro é resultado de uma pesquisa de campo, realizada para um trabalho acadêmico e científico. A pesquisa compreende o período histórico de maior expressão cultural das comunidades tradicionais de Várzea Grande, que vai de 1970 até os anos finais da década de 1990.

“Esta obra, que nasceu singela e hoje está grandiosa, é um presente para nossa Várzea Grande, que completou, este mês, 154 anos de fundação, ou seja, é o nosso legado para o povo várzea-grandense. Neste livro estamos cultivando a nossa cultura e nossa tradição por meio do siriri, do cururu e de outras manifestações populares”, ressaltou a historiadora.

A obra percorre a historicidade, a inserção dos bens de referência cultural no cotidiano da cidade, as migrações e suas relações com o patrimônio cultural imaterial local, os fazeres, técnicas, os ofícios e seus mestres, além de conter preciosas informações catalogadas de músicas de siriri, toadas de cururu, mitos e tradições.

A pesquisa contou com o apoio do Departamento de História da Universidade Federal de Mato Grosso e evidenciou a recriação de um novo formato de tocar o siriri, o chamado “Siriri de Peneira”, tocado com a viola de cocho, mocho, ganzá, acompanhada da sanfona, numa simbiose de ritmo e beleza musical. O “siriri de peneira” é cultuado apenas na comunidade da chamada “grande glória” Várzea Grande.

A publicação do livro “Siriri em Várzea Grande” foi contemplada no Edital nº 05/2020 – MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), financiado com recursos da Lei Aldir Blanc em Mato Grosso.

Durante o evento de lançamento do livro, o vice-prefeito José Hazama ressaltou que o apoio da Prefeitura para o lançamento dessa obra demonstra que a educação e a cultura serão priorizadas pela atual gestão. “O trabalho da professora Celi é muito importante para manter viva a tradição e cultura da nossa querida Várzea Grande. Iniciativas como essa terão o nosso total apoio nos próximos quatro anos”, informou.

Segundo o secretário Silvio Fidelis, o setor cultural está contemplado no plano de governo do prefeito Kalil Baracat e esse livro é apenas uma sementinha que servirá de exemplo para muitos outros escritores lançarem suas obras na biblioteca municipal. “Esse livro resgata um pouco da cultura e raízes várzea-grandenses, valorizando as manifestações populares. Queremos garantir a preservação e conservação da nossa cultura e levar isso para nossas escolas”, observou.

Silvio Fidelis destacou ainda a importância do complexo educacional do bairro Cristo Rei, que comporta a Biblioteca Municipal Laurinda Coelho, o Cmei Domingos Sávio e um espaço de lazer. “Nesse espaço, onde integra educação, cultura, esporte e lazer, a população tem a oportunidade de participar de manifestações culturais, de atividades físicas e, ainda, trazer as crianças para o aprendizado. Isso é levar mais qualidade de vida para a população várzea-grandense".

O vereador enfermeiro Emerson enfatizou que tem orgulho de ser várzea-grandense e contribuir para a difusão da sua cultura, que é tão rica. “Temos um legado muito grande que é levar a nossa cultura para outras pessoas, principalmente às crianças e para quem não é daqui. A prefeitura está de parabéns por apoiar essa iniciativa, pois apoiando o livro está incentivando a leitura, garantindo um futuro muito melhor para nossas crianças”.

Professora há 30 anos na área de ciências humanas da rede estadual de ensino, Celi Minas Novas é mestre em ciência da educação, especialista em metodologia de pesquisa em história e historiadora de graduação. Possui pesquisas e trabalhos acadêmicos ligados a temas como patrimônio material e imaterial, manifestações e diversidade cultural. É presidente e uma das fundadoras da Associação das Manifestações Folclóricas de Mato Grosso.

 

FOTO SECOM VG